Portal Zacarias

Quem era Rodrigo Amendoim, influenciador encontrado morto na Bahia

A Trajetória de Rodrigo Amendoim

Rodrigo de Souza Silva, mais conhecido como Rodrigo Amendoim, nasceu em um lar humilde na Bahia e enfrentou diversas dificuldades desde muito jovem. Apelidado carinhosamente de “Mendo” por amigos e fãs, ele teve uma infância marcada por responsabilidades e trabalho precoce. Em uma entrevista ao podcast Disse me Disse, da BNewsTV, Rodrigo revelou que sua irmã mais velha o criou até os 12 anos, quando ele começou a vender geladinhos pelas ruas para ajudar em casa. “Minha irmã me criava, mas eu também trabalhava desde muito jovem, tinha responsabilidades em casa. Com 12 anos, eu saía com uma caixa de geladinho nas costas, com 100 unidades, e tinha que voltar sem nenhuma”, relembrou.

O Início da Carreira como Influenciador

Rodrigo Amendoim começou a ganhar notoriedade nas redes sociais por meio de vídeos engraçados e conselhos amorosos que compartilhava com seus seguidores. Com um jeito irreverente e carismático, conquistou rapidamente um público fiel. Antes de sua morte, Rodrigo já havia acumulado 1,5 milhão de seguidores, número que cresceu para mais de 1,8 milhão após a notícia de seu falecimento. Seu sucesso começou a despontar em 2021, quando seus vídeos passaram a ser amplamente compartilhados.

A Vida Pessoal e os Desafios Enfrentados

Além de ser um influenciador de sucesso, Rodrigo era pai de um menino de 9 meses. Em suas redes sociais, frequentemente compartilhava momentos de sua rotina e reflexões sobre a vida, sempre com um tom humorístico que cativava seus seguidores. No entanto, a vida pessoal de Rodrigo também foi marcada por dificuldades. “Fui criado por minha irmã até os 12 ou 13, e eu não era brincadeira. Minha irmã não me aguentou e me deu para meu pai. Fiquei um tempo com ele e ele também não me aguentou e me colocou para fora. Meu próprio pai me colocou para fora de casa”, detalhou ele em uma de suas entrevistas.

O Trágico Fim

Rodrigo Amendoim foi encontrado morto no dia 28 de outubro, em seu apartamento em Lauro de Freitas, Bahia. Segundo informações da Polícia Militar, o caso está sendo tratado como suicídio, embora as investigações pela Polícia Civil ainda estejam em andamento. Rodrigo foi encontrado em cima de uma cama, com uma pistola e um carregador ao lado do corpo, após uma denúncia de disparos de arma de fogo.

A notícia do falecimento foi dada pelo amigo e também influenciador Christian Bell, que, em um desabafo emocionado nas redes sociais, confirmou a morte de Rodrigo. “É verdade. Eu não estou brincando. Preciso muito voltar para Salvador. Estou muito mal. Por favor, alguém me ajuda a ir até Salvador”, pediu, chorando.

Reações dos Fãs e Seguidores

A última publicação de Rodrigo, feita no dia 10 de outubro, mostrava ele sorrindo dentro de uma piscina e afirmando: “Estou em paz ?? A minha alma sorri de felicidade ??”. Após a notícia de sua morte, os comentários de seus seguidores foram marcados por lamentos e homenagens. “Uma vez Augusto Cury disse a seguinte frase: ‘O suicida na verdade não quer se matar, mas quer matar a sua dor’. Descanse, nego véi ”, escreveu um seguidor. Outro comentou: “O espírito de suicídio no nosso país está tirando a paz de muitos e acabando com a vida de outros, repreendo em nome de Jesus. As pessoas que trazem alegria não deveriam ter uma morte assim… Deus nos guarde, Deus proteja a todos…”.

A Importância da Saúde Mental

A trágica morte de Rodrigo Amendoim traz à tona a importância de discutir e cuidar da saúde mental. A depressão e outras doenças mentais são questões sérias que afetam muitas pessoas, independentemente de sua popularidade ou sucesso aparente. Rodrigo, com seu jeito alegre e divertido, conseguia esconder suas dores internas, o que reforça a necessidade de se estar atento aos sinais e buscar ajuda profissional quando necessário.

Legado e Impacto

Rodrigo Amendoim deixou um legado significativo no mundo digital. Sua trajetória de superação e seu talento para fazer os outros rirem não serão esquecidos tão cedo. Seus seguidores continuarão a se lembrar dele como uma figura carismática e inspiradora que, apesar das adversidades, conseguiu conquistar um espaço importante nas redes sociais.

O impacto de sua morte também ressalta a necessidade de criar redes de apoio e de se ter empatia com aqueles que estão ao nosso redor. Muitas vezes, uma palavra amiga ou um gesto de carinho podem fazer a diferença na vida de alguém que está sofrendo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button